Blog do Gilson Vieira -

O Maníaco de santa Inês!!! Prefeito taradão

larissa-e-ribamar
O taradão de Santa Inês parece que voltou à agir. Enquanto o secretário de Educação de São Luís, Geraldo Castro Sobrinho, estava brigando com os funcionários da cooperativa Multcoolper, sua mulher, a juíza Larissa Tupinambá Castro, da 2ª Vara da Comarca de Santa Inês, estava sendo assediada sexualmente pelo prefeito Ribamar Alves, durante uma audiência naquele município.
Geraldo Castro não teve um dia dos melhores ontem. Durante a briga feia que acontecia na sede da prefeitura, por funcionários da cooperativa que lutam pelo pagamento dos seus salários atrasados, a mulher do secretário estava sendo agarrada à força em seu gabinete no Fórum de Santa Inês.

Em nota encaminhado à imprensa, o prefeito do município de Santa Inês, Ribamar Alves, fez graves insinuações contra a juíza Larissa Tupinambá Castro, da da 2ª Vara daquela Comarca.
O prefeito, que é acusado de beijar à força a magistrada, negou o assédio sexual. E foi mais longe ainda: disse que a juíza tem que se desculpa “publicamente antes que vidas de outras pessoas também sejam atiradas no lixo”.

As insinuações ameaçadoras na nota de Ribamar Alves, mostra claramente que ele está disposto a tudo contra a juíza Larissa Tupinambá.

É preciso que a Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA) leve este caso mais a sério.

Veja abaixo a nota do prefeito de Santa Inês:

​Tendo em vista as notícias veiculadas no dia de ontem, em respeito à verdade e à opinião pública e em resposta à nota emitida pela Associação dos Magistrados do Maranhão, venho a público esclarecer o seguinte:

1) Lamento profundamente a conduta imprudente e equivocada da Dra. Larissa Tupinambá que, de forma irrefletida me acusa de assedio sexual, no intuito de dissimular outra situação, não levando em consideração sequer à integridade da sua família, assim como a integridade da minha, razão pela qual me sinto na obrigação de vir a público desmentir o episódio e ao mesmo tempo me desculpar por ter que tratar publicamente de assunto tão impróprio.

2) Afirmo que sempre tratei a Dra. Larissa Tupinambá com cordialidade e respeito, me pautando dentro da ética e da moralidade. Tenho consciência de que nunca, em momento algum, me insinuei muito menos em seu gabinete, como afirma a nota açodada e evidentemente corporativa da Associação dos Magistrados do Maranhão, que sequer considera que o crime de assédio sexual pressupõe uma relação de hierarquia entre os envolvidos, o que não existe neste caso.

3) Espero sinceramente que a magistrada Larissa Tupinambá tenha coragem de vir a público para esclarecer este assunto, informando qual a verdadeira razão que a levou a me envolver neste lamentável episódio, que diretamente não me diz respeito, conforme oportunamente poderá ser comprovado por pessoas e documentos, para que eu próprio não seja obrigado a fazê-lo em defesa do meu nome e da minha honra.

4) Insisto que o assédio relatado pela nobre magistrada nunca existiu. Muito menos envolvendo a fantasiosa história de intervenção de servidores, conforme mais uma vez a nota corporativa e precipitada emitida pela Associação dos Magistrados do Maranhão, eis por que exijo que a Dra. Larissa Tupinambá esclareça definitivamente o assunto e se desculpe publicamente antes que vidas de outras pessoas também sejam atiradas na lata de lixo.

5) Por inúmeros motivos lamento este triste episódio, inclusive, pelo fato de que, em algum momento, seja necessário expor a vida de outras pessoas para que a verdade seja restaurada.

6) Compreendo e desculpo a Dra. Larissa Tupinambá tão somente em razão do momento especial que ela deve estar atravessando, mas não poderei deixar de me defender de tão grave acusação, ainda que para isso tenha que recorrer a medida judicial e posteriormente ao Conselho Nacional de Justiça.

7) Por fim, mais uma vez nego veementemente a existência deste fato, bem como de qualquer outra conduta que desabonasse tanto a minha honra quanto à da magistrada. Reitero que as minhas ações sempre foram pautadas pelo respeito e obediência às leis, às autoridades constituídas e, sobretudo, às pessoas em geral.

Santa Inês (MA), 20 de dezembro de 2013.

José de Ribamar Costa Alves
Prefeito de Santa Inês – MA.

Matança em são luis”,Representantes do Ministério Público Federal, do Conselho Nacional de Justiça, Ordem dos Advogados do Brasil investigam mortes nos presídios de São Luís

cabeça motibanho-de-sangue
Representantes do Ministério Público Federal, do Conselho Nacional de Justiça, Ordem dos Advogados do Brasil e promotores estaduais estão em Pedrinhas investigandos as condições de funcionamento dos presídios de São Luís. Seis presos foram mortos em em uma semana (três decaptados). Ao todo, 51 detentos foram assassinados no complexo de Pedrinhas.
Rebelião-5Choque-invade-PedrinhaspppPedrinhas-01
Na última quinta-feira (19), a Procuradoria Geral da República deu prazo de 72 horas para que o governo do Maranhão aparesente um plano de emergência que evite a matança dos detentos.

Os representantes da Justiça chegaram a São Luís em um avião da Força Aérea Brasileira. O primeiro local a ser vistoriado, nesta sexta-feira, foi o Centro de Detenção Provisória (CDP). De fora, a comissão de direitos humanos ficou impressionada com o cheiro que exala do presídio.

“O cheiro desse lugar, de fora, já é crítico para os direitos humanos”, disse um representante da OAB maranhense.

Jhonathan de sousa Acusados da morte do Blogueiro Décio Sá vai ser julgados em fevereiro

jhonatan
O acusador da morte do Blogueiro Décio Sá serão julgados em fevereiro de 2014. O juiz titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri de São Luís, Osmar Gomes dos Santos, marcou para o período de 03 a 05 a data do julgamento de Jhonathan de Sousa Silva (executor) e Marcos Bruno Silva de Oliveira. Eles serão levados a júri popular pelos crimes de homicídio e formação de quadrilha.
décio
Décio Sá foi morto a tiros em 23 de abril de 2012, em um bar na Avenida Litorânea, em São Luis. O Ministério Público denunciou 12 pessoas pelo crime e, em agosto de 2013, onze foram pronunciadas para ir a júri popular.

Na semana passada o magistrado manteve a decisão de pronúncia em relação a José Raimundo Sales Chaves júnior, o “Júnior Bolinha”; os policiais Alcides Nunes da Silva e Joel Durans Medeiros; Elker Farias Veloso; o capitão da PM, Fábio Aurélio Saraiva Silva, o “Fábio Capita”; Fábio Aurélio do Lago e Silva, o “Bochecha”; os empresários Gláucio Alencar Pontes Carvalho e José de Alencar Miranda Carvalho (pai de Gláucio), que recorreram da pronúncia.

décio

Na decisão do recurso, o juiz seguiu as contrarrazões do Ministério Público Estadual e remeteu o traslado dos recursos e do inquérito ao Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA)

Lideranças se unem em Chapadinha para apoiar Luis Fernando

chapadin
O secretário de Estado de Infraestrutura, Luis Fernando Silva, pré-candidato do PMDB ao Governo do Maranhão, reuniu na noite de terça-feira (17) representantes das principais alas políticas da cidade de Chapadinha e garantiu das lideranças apoio ao seu projeto de disputar a eleição de 2014.

Juntos no mesmo evento estavam a prefeita Dulcilene Belezinha (PRB), organizadora do jantar político, o deputado estadual Magno Bacelar (PV) – que foi derrotado por ela na eleição de 2012 – os ex-deputados Paulo Neto (PRTB) e Wagner Pessoa, o ex-prefeito Isaias Fortes e sua filha Isamara Menezes. Todos declararam apoio ao peemdebista.

“Estamos aqui com todos os grupos juntos porque o nosso interesse é pelo Maranhão, e todos nós sabemos que o melhor para o nosso estado é o Luis Fernando”, declarou o deputado Magno Bacelar.

Para a prefeita Dulcilene, o objetivo do encontro foi dar ao pré-candidato a certeza de que, na disputa estadual, as questões locais serão deixadas de lado. Ela destacou o perfil técnico e a experiência de Luis Fernando como gestor.

“Estamos deixando as questões locais de lado em prol do bem da nossa cidade. Com Luis Fernando governador, Chapadinha vai ter um futuro melhor porque ele conhece a realidade dos municípios, ele sabe o que nós precisamos para desenvolver nossa cidade”, afirmou.

O ex-prefeito Isaias Fortes disse que todas as suas lideranças já estão convocadas para, assim que começar a campanha eleitoral, “cair em campo” para mostrar a Chapadinha “que o pré-candidato peemedebista é um nome preparado para governar o nosso Estado”.

Receptividade
chapadinha1-300x152
O secretário Luis Fernando mostrou-se entusiasmado com a demonstração de força política e de coesão mesmo de alas adversárias em torno do seu nome. De acordo com o peemedebista, o jantar oferecido pela prefeita ficará marcado como um “momento histórico” para a política da cidade.

Em seu discurso, ele frisou que tem pautado seu trabalho, desde que atuou como secretário no segundo mandato da governadora Roseana Sarney (PMDB), no desenvolvimento do estado por meio da consolidação do municipalismo, participação popular e planejamento democrático das ações de governo. Ele lembrou, ainda, sua gestão à frente da prefeitura de São José de Ribamar.

“Esse é um momento ímpar de Chapadinha. Representa uma corrente positiva em favor dos municípios do Maranhão”, declarou o pré-candidato no evento, que contou com a presença, também, dos prefeitos Rafael Mesquita, de Buriti de Inácia Vaz; José Leane, de Afonso Cunha; Iracema Vale, de Urbano Santos; José Maurício, de São Benedito do Rio Preto; e Carmen Neto, de Mata Roma.

Ex-presidente da Fundação Municipal de Cultura ( Func ), Euclides Moreira Neto lança livro

eucridis
Com o objetivo de avaliar os efeitos da não realização do Carnaval de passarela este ano, o que considera “fato grave”, o professor Euclides Moreira Neto, ex-presidente da Fundação Municipal de Cultura (Func), lança hoje, às 10h, na Biblioteca Pública Benedito Leite (Praça Deodoro), o livro Quando a Purpurina não Reluz, com selo do Instituto Guarnicê e Gráfica Minerva. Na mesma oportunidade, será lançado o livro Histórias para todos…era uma vez na imaginação, do escritor Neuton Barjona Lobão Filho, também pelo Instituto Guarnicê, com 10 contos inéditos inspirados em causos do imaginário popular maranhense e nordestino. A edição é ilustrada com desenhos do artista plástico maranhense Eduardo Sereno.
O livro de Euclides Moreira Neto reúne artigos sobre a crise de 2013 do Carnaval de São Luís e as medidas adotadas pelo poder público entre 2009 e 2012 para a revitalização da festa momesca na capital maranhense. A obra é resultado de uma pesquisa de campo realizada junto aos militantes do movimento carnavalesco de São Luís, que se viu afetado com a decisão do poder público municipal da capital maranhense em não construir a estrutura da passarela do samba para os desfiles oficiais do corrente ano.

Segundo Euclides Moreira Neto, mesmo que a decisão da Prefeitura de São Luís tenha se baseado em documentos formais de três entidades classistas, “estes não representavam o sentimento dos militantes e apreciadores, nem a maioria dos grupos carnavalesco locais”. “Foi um equívoco que não deveria ter ocorrido, nem pode ser repetido sob pena de acabar com a maioria das manifestações culturais dessa época em nossa cidade”, frisa.
Conforme o autor, para escrever o livro, ele reuniu material da imprensa e entrevistou pessoas envolvidas na área de Carnaval. “Um dos objetivos é estimular a volta do Carnaval de passarela. O Carnaval é a segunda principal manifestação do nosso ciclo festeiro e não pode acabar. Queremos que os gestores reflitam sobre isso”, assinala.
O livro tem prefácio do professor Sebastião Moreira Duarte, ensaísta e membro da Academia Maranhense de Letras, do jornalista José da Silva Machado (Machadinho), proprietário da empresa Data M; e do carnavalesco Miguel Veiga, um personagem reconhecido e legitimado do movimento cultural de São Luís. O autor revela que se distanciou do papel do gestor e assumiu a postura do pesquisador. Para demonstrar essa isenção, o autor reuniu quase tudo que foi publicado de maneira favorável e contrária na imprensa de São Luís sobre essa crise ocorrida no Carnaval deste ano, e se apoiou também nesses posicionamentos para fundamentar seu texto.
Infantil – Além da obra de Euclides Moreira Neto, será lançado o livro infanto-juvenil Histórias para todos … era uma vez na imaginação, escrito por Neuton Barjona Lobão Filho. Na apresentação da obra, o professor mestre do Departamento de Comunicação Social da UFMA, Euclides Moreira Neto, diz: “O livro reúne um conjunto de contos que nos conduz ao imaginário popular e ao imaginário de ‘causos’ de nossa gente simples do interior e do mundo infanto-juvenil, a que fomos acostumados a testemunhar, na vivencia cotidiana, a qual presenciamos nos nossos relacionamentos interpessoais”.
O escritor remete-se ao seu mundo de imaginação, levando a um mundo lúdico e rico de revelações, e resgata histórias de sua infância dando uma nova roupagem aos contos infantis que sua geração foi acostumada a ouvir e compartilhar com a molecada daquela época, num universo emblemático de sonhos e saudosismo. Neuton Barjona Lobão Filho nasceu na cidade de Mirador. Em Brasília, ele cursou Administração de Empresa e Ciências Contábeis, ambos na Universidade do Distrito Federal, onde exerceu também a função de professor, tendo ministrado a disciplina Contabilidade Geral.
Barjona exerceu diversas atividades administrativas em empresas estatais e privadas, destacando-se passagens pelo Banco Nacional de Minas Gerais, Banco Regional de Brasília, Empresa Brasileira dos Transportes Urbanos, Construtora Embramar S/A, Banco de Brasília, Banco do Estado do Maranhão, Cervejaria Schinkariol entre outros.

F. joel jacinto

Pré Réveillon Premium

pre-reveillon-premium
Os Cantores Luís Marcelo e Gabriel pela primeira vez em São Luís
A dupla é uma das atrações do Pré-Réveillon “Welcome 2014” que será
realizado próximo dia 28, no Espaço Renascença.

Considerados como a “voz de uma linda canção”, a dupla Luís Marcelo e
Gabriel, aterrissam em São Luís, dia 28 de dezembro, para show no Espaço
Renascença pela primeira vez, às 22h. O evento será uma prévia do Réveillon
e recebe a Banda Xé Pop, uma das revelações de 2013 e Zero Hum.1

Data: 28/12/2013
Horário: 22:00
Ingressos:
Pista – 1 Lote R$ 50,00
Vendas: Site Cafufa
Camarote/Front – 1 Lote R$ 90,00
Vendas: Site Cafufa
Espaço Renascença

REALIZAÇÃO: Eduardo Neves Produções
INFORMAÇÕES: (98) 8894-4502

Prefeito Edvaldo Junior e o vereador Ricardo Diniz dá calote, e Servidores Municipais acampam na porta da Prefeitura

holandinhadownload
O Prefeito Edivaldo Holanda não resolve nada e as medidas anunciadas pelo Secretário de Educação Geraldo Castro Sobrinho não foram tomadas, diante de vários problemas na pasta.
Como, por exemplo, os funcionários da cooperativa Multcooper, que estão há meses sem receber absolutamente nada da prefeitura, mesmo depois de um Acordo com o Ministério Público do Trabalho em que o Prefeito assinou um documento se comprometendo a pagar a classe.

São inúmeras reuniões, inúmeras reclamações e nada é resolvido. Milhares de trabalhadores e trabalhadoras permanecem trabalhando sem receber seus salários, são cerca de 20 meses sem receber um vintém.

Será que não dói no prefeito que prega o evangelho ver pais de família sem poder fazer sua ceia de natal, por conta da falta de pagamento da Prefeitura??? E o pior os trabalhadores estão neste momento acampados à porta do Executivo Municipal e prometem fazer a Ceia de Natal na porta do Palácio La Ravardiére.

O problema na Educação de São Luís, assim como em outros setores, é de Gestão!!!

O blog trará com exclusividade cópias com a assinatura do Prefeito Edivaldo Holanda se comprometendo com o MPT, RESULT e MULTICOOPER a pagar o trabalhadores e até agora NADA!!!!

“Fechamos o ano com muito trabalho, Diz Astro de Ogum

astro2
Ao fazer o encerramento do período legislativo, o presidente em exercício da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PMN), afirmou que “fechamos o ano com muito trabalho, mas temos a lamentar os últimos acontecimentos envolvendo a Câmara”.
Ele acrescentou que “tenho trabalhado dia e noite para resolver essa questão, e digo que nesse recesso jamais tirarei féria até deixar tudo isso a limpo”.O dirigente do Legislativo Ludovicense falou que “temos de responder a tudo isso com trabalho, e digo que a Câmara irá dá a resposta necessária. Isso não ficará sem resposta, pois temos trabalhado para apurar tudo isso”.
Astro de ogum frisou ainda que “tenho passado momentos difíceis, pois tenho um legado, e Deus me olhou, me escolheu e me fez um vencedor, como todos vocês”.
Astro de Ogum agradeceu o apoio que tem recebido de todos os vereadores, dos funcionários e da imprensa, “e daremos a resposta e satisfação a sociedade e a vocês da imprensa, para que tenha o voto de confiança de todos vocês, já que abaixo de Deus só vocês para fazerem essa divulgação”.
Continuando Astro de Ogum falou que “garanto a vocês que sairemos dessa de cabeça erguida, com a certeza do dever cumprido, pois temos que valorizar a nossa Casa”.

A Cidade de São mateus está entregue ao lixo…

lixo em sao
Vixe maria”‘A cidade está entregue ao lixo. internauta reclama da quantidade de lixo acumulada em ruas da cidade de são mateus

As ruas esta cheio de lixo desde do começo do ano
“os moradores já reclamamos dessa situação na prefeitura, mas ninguém resolveu. Além de todo o tipo de lixo que as pessoas jogam aqui, o local está cheio de bichos A sujeira dos lixo está na porta das casas e no centro da cidade aguardando recolhimento. “O cenário da cidade é muito triste cheia de lixo (…)

Confronto entre facção deixou quatro mortos três foi decapitados

cabeça moti
Uma rebelião estourou no Centro de Detenção Provisória (CDP), localizado no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís.

De acordo com a Superintendência Geral de Administração Penitenciária, o motim foi causado em decorrência da rivalidade entre integrantes de uma mesma facção, e deixou três captados e outro esfaqueado.

Em outubro, após a rebelião que resultou em 9 mortes e 20 presos feridos, além de vários ataques a ônibus, a governadora Roseana Sarney (PMDB) decretou estado de emergência no setor prisiona