Blog do Gilson Vieira -

OSMAR FILHO REALIZA COM SUCESSO O XI TORNEIO DO TRABALHADOR DE FUTEBOL DE PRAIA

Como já se tornou tradição, o vereador Osmar Filho (PDT), presidente da Câmara Municipal de São Luís, realizou na última quarta-feira (1), o XI Torneio do Trabalhador, na praia da Ponta D’Areia, que teve início às 8h, com um café da manhã aos participantes.

“Hoje é uma data muito importante, que é o Dia do Trabalhador e, esta é uma forma de homenagear os trabalhadores de toda a cidade de São Luís”, disse o vereador. E acrescentou que a atividade não se resume ao torneio de futebol. Oferece também opções de lazer para toda a família.

Segundo Enilson Gomes, coordenador do torneio, o evento reuniu 32 equipes masculinas e 8 equipes femininas, em um total de 480 atletas, dos mais diversos bairros da região. “Por causa da maré a gente limitou o torneio em 32 equipes, mas a procura é grande”, afirmou.

O evento também contou com aulas de zumba e de ginástica aeróbica, além de recreação infantil. “Estou muito feliz com mais esta oportunidade que o vereador Osmar Filho está dando pra gente, no Dia do Trabalhador, para gente estar aqui entre amigos festejando a data”, disse Esmeralda, moradora da Cidade Operária.

No total, entre masculino e feminino, oito times foram premiados. No masculino, o União conquistou a primeira colocação, seguido pelos times Trem Bala de Colina e Arsenal, respectivamente segundo e terceiro lugares. No feminino a equipe AABB sagrou-se campeã, tendo o time Peladeiras ficado com a segunda colocação e o Espiãs ficado em terceiro lugar.
Durante a premiação, Osmar Filho agradeceu a todos que participaram desta edição, aos amigos que compareceram, entre eles o deputado federal Pedro Lucas (PTB) e, a todos que ajudaram a tornar a comemoração ainda melhor.

PREFEITURA DE SÃO MATEUS OFERECE (8) CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Qualificação é a palavra-chave para quem  busca uma vaga de emprego. E para assegurar a inserção do trabalhador no mercado de trabalho, A prefeitura de São Mateus – Ma. Está ofertando 8 cursos profissionalizantes para a população. São cursos para qualificação de jovens para rotinas administrativas.

Aconteceu na manhã do dia (02), no auditório do Colégio São Francisco, a Aula Inaugural do 4º Ciclo de Cursos Profissionalizantes para a população de São Mateus.
São 8 cursos profissionalizantes que estão sendo ofertados pela Prefeitura Municipal em parceria com o Governo do Estado, através do CVT/IEMA. Mais de 320 pessoas estão sendo qualificadas e, em breve, estarão aptas para ingressarem no mercado de trabalho. Nosso governo pare-passo vai transformando a vida de nossos cidadãos dando-lhes oportunidades por meio da educação. Ninguém tira esse legado.

Avante, São Mateus!!!

“PARA A DEMOCRACIA É FUNDAMENTAL TERMOS UMA IMPRENSA LIVRE”, AFIRMA DEPUTADO

O deputado estadual Wellington do Curso afirmou que a liberdade de imprensa é fundamental para o bom funcionamento da democracia. A fala do parlamentar surge em meio a vários atos e opiniões que visam o cerceamento da atuação dos profissionais de comunicação que atuam de forma independente.

Wellington do Curso argumenta que para a existência de uma sociedade mais justa, necessita, naturalmente possuir livre manifestação, assim como possuir o direito básico da informação.

O parlamentar lembra o surgimento de blogs independentes no país abriu uma nova fronteira do jornalismo, uma vez que a informação estava concentrada nas mãos dos grande veículos de comunicação tradicionais: jornais impressos, emissoras de televisão e rádio.

De acordo com Wellington do Curso, o agente público tem que está preparado para receber críticas e que mesmo não concordando com o posicionamento do emissor, a livre manifestação é fundamental no processo de consolidação da democracia. Muito embora, em alguns momentos ocorram excessos ou publicação de inverdades (fake Mees), mas precisam ser esclarecidas restabelecendo a verdade e não silenciando a informação por meio de ações judiciais e perseguições, às vezes até patrocinadas com dinheiro público.

“Já fui muito hostilizado, prejudicado e até vítima de inverdades, mas nunca processei os profissionais da imprensa. Entendo que o uso da Justiça tem sido uma forma de tentar amedrontar os profissionais da imprensa. Não vivemos numa ditadura e muito menos num estado exceção, onde tentam implantar a ‘república do pensamento único’, com demagogia e hipocrisia. ”, declarou Wellington.

Na opinião do deputado estadual somente respeita a liberdade da livre manifestação e até mesmo a atuação de profissionais como os blogueiros, aqueles que possui espírito republicano.

Wellington classifica qualquer tentativa de cercear a atuação ou induzir a censura de profissionais da imprensa com um grave atentado a democracia.

Gaeco deflagra operação em cinco cidades contra fraude em licitação

Foram realizadas busca e apreensão em Itapecuru-Mirim, Matões do Norte, Pirapemas, Bacabal e São Luís. Investigação apura esquema de R$ 1,4 milhão

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), do Ministério Público do Maranhão, deflagrou, nesta segunda-feira 29, uma operação em pelo menos cinco cidades do estado contra um esquema de fraude em licitação.

A ação foi realizada, simultaneamente, nas cidades de Itapecuru-Mirim, Matões do Norte, Pirapemas, Bacabal e São Luís, e contou com o apoio da 1ª Promotoria de Justiça de Itapecuru-Mirim, e da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor), da Polícia Civil maranhense.

Foram cumpridos doze mandados de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Criminal de São Luís. Documentos, computadores, telefones celulares foram apreendidos.

Segundo divulgado pela assessoria do MP-MA, um procedimento investigatório criminal apurou que a Prefeitura de Itapecuru-Mirim realizou procedimento licitatório irregular para a contratação de serviços de montagem e desmontagem de estrutura, iluminação de palco, gerador e contratação de bandas musicais para as festividades do Carnaval do ano de 2016, quando o município era comandado por Magno Amorim.

A licitação fraudada, segundo as investigações, teria sido realizada para beneficiar a empresa Jaime R. da Costa – ME, a JRC Produções, com endereço cadastral no município maranhense de Bacabal.

Dentre as irregularidades identificadas estão a inexistência de comprovantes de publicação do aviso de licitação, do comprovante de publicação do resultado do pregão e dos comprovantes de publicação do extrato do contrato, evidenciando o direcionamento do processo licitatório para que a JRC Produções se consagrasse vencedora do certame, no valor exato de R$ 1.408.300,00.

Ainda segundo as investigações, foi constatado que, embora a empresa JRC Produções tenha sido contratada pela gestão de Magno Amorim para execução dos serviços contratados, quem realizou as atividades foi a empresa M. Peixoto de Alencar, a DM Produções e Eventos, de Santa Inês, pelo valor de R$ 60 mil.

PUBLICADO POR ATUAL7

Recursos públicos desviados podem voltar para saúde, educação e segurança

O senador Weverton (PDT-MA) apresentou um projeto de lei que determina que valores apreendidos ou recuperados, no Brasil ou no exterior, referente ao produto ou proveito de crime praticado contra a administração pública, sejam destinados para as áreas de educação, saúde e segurança. O PL visa direcionar os recursos para o Fundo Nacional de Educação (FNDE), o Fundo Nacional de Saúde (FNS) e o Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP).

“Os crimes contra a administração pública são praticados sem violência e são silenciosos, mas provocam danos irreparáveis à sociedade e ao país. Este projeto tem como objetivo direcionar recursos para as necessidades da população.
Muitas vezes, o dinheiro recuperado não é utilizado diretamente na satisfação dos interesses da sociedade, sendo direcionado apenas no custeio da máquina estatal ou, muitas vezes, nem é empregado em finalidade alguma”, explicou o senador.

Para Weverton, o texto apresentado atende a um anseio da sociedade brasileira.
“O povo quer que a saúde, a educação e a segurança tenham qualidade. Estas são áreas importantes e que estão sempre precisando de recursos”, afirmou.

Os crimes contra a administração pública pertencem à esfera criminal e estão previstos no Código Penal. Entre eles, podemos citar, por exemplo, a má-gestão praticada por administradores públicos, a apropriação indébita previdenciária, a lavagem ou ocultação de bens oriundos de corrupção, emprego irregular de verbas ou rendas públicas, contrabando ou descaminho, corrupção ativa, entre outros.

ASTRO DE OGUM FAZ VISITA A SECRETARIA DAS CIDADES

O vereador Astro de Ogum(PR), vice-presidente da Câmara de São Luís, esteve na tarde desta quarta-feira(24), realizando uma visita de cortesia ao secretário de Estado das Cidades, Rubens Pereira Júnior (PCdoB). As ações que podem ser desenvolvidas pelo órgão estadual, visando beneficiar a Grande São Luís, foram um dos temas mais debatidos no bate papo descontraído.

“Precisamos bater as portas daqueles que estão dispostos a somar forças para juntos melhorarmos a qualidade de vida do cidadão ludovicense, e sabemos que o secretário Rubens Júnior, por conta do compromisso, sensibilidade e responsabilidade com o povo e a coisa pública, é uma dessas pessoas”, disse o vereador.

O secretário, como bom anfitrião, agradeceu a visita e ressaltou que este foi apenas o primeiro de muitos encontros.

“É sempre uma satisfação receber o vereador Astro de Ogum para conversar, entre outros assuntos, sobre a política de São Luís, por isso não tenho dúvida que muitos outros virão”, finalizou o secretário.

ESCOLA É ASSALTADA ENQUANTO FLÁVIO DINO DEMITE 1.200 VIGILANTES

O professor e deputado estadual Wellington do Curso utilizou a tribuna, na manhã de hoje (25), para denunciar o “arrastão” que aconteceu na noite de ontem, dia 24, ao Centro Educacional Professor Luís Rêgo. A escola é do estado e está localizada no bairro Jardim Tropical.

Ao relatar a situação, professores relataram que a sensação é de medo e que isso já era previsível, diante da insegurança que predomina no local.

“Isso aqui todos nós já imaginávamos que iria acontecer, mais cedo ou mais tarde. É inseguro, principalmente à noite. Aqui, se não for Deus para nos proteger, não tem quem faça isso”, lamentou uma das professoras.

Sobre a situação, o deputado Wellington lamentou a postura do Governo que, embora reconheça ser necessário garantir a segurança dos professores, recentemente anunciou a demissão de 1.200 vigilantes.

“Sou professor e, por isso, meus colegas professores confiam em nosso mandato. Ontem à noite recebi a ligação de um deles, desesperado, falando que a escola em que dava aula tinha acabado de ser assaltada. Três assaltantes entraram, fizeram alunos de reféns e levaram celulares dos estudantes e educadores. Poderiam ter agredido ou, até mesmo, tirado a vida de alguém. O que o estado tem feito? Nada! Escola é assaltada enquanto Flávio Dino demite 1.200 vigilantes e não nomeia policiais. Já oficiei a Secretaria de Educação, o Governador e a Promotoria para apontar quais medidas serão tomadas. Não podem brincar com a segurança e com a vida dos nossos professores e estudantes”, disse o professor e deputado Wellington.

DEPUTADO QUER ABRIR A ” CAIXA-PRETA” DA EMAP E EXIGE EXPLICAÇÃO DE FLÁVIO DINO SOBRE O DESTINO DE R$ 140 MILHÕES

Na sessão plenária desta terça-feira (23), o deputado estadual Wellington do Curso alertou para ações irresponsáveis do governador Flávio Dino que podem resultar em grande prejuízo para o Maranhão. Após várias “pedaladas”, o montante já retirado do Porto do Itaqui, por meio da Empresa Maranhense de Administração Portuária – EMAP, é de 141.867.252,20 (cento e quarenta e um milhões e oitocentos e sessenta e sete mil e duzentos e cinquenta e dois reais e vinte centavos).

Ao se pronunciar sobre o caso, o deputado Wellington destacou as consequências negativas que isso pode trazer para o Maranhão, tudo sendo causado pelo “Governo das pedaladas”.

“Estão retirando recursos do Porto do Itaqui, por meio da EMAP, e hoje não é a primeira vez em que alerto para isso. Essas manobras ferem o Convênio de Delegação nº016/2000 que estipulou os parâmetros do gerenciamento do Porto do Itaqui pelo Governo do Maranhão. O texto é claro ao afirmar que os recursos oriundos da atividade portuária não podem ser utilizados em atividades externas às funções desempenhadas no Porto. Recentemente, a AGU também se posicionou sobre a questão. Medidas devem ser adotadas, afinal, se perdermos a concessão do Porto por conta dessas pedaladas quem vai sofrer as consequências é a população”, disse Wellington.

Ainda em relação a tais pedaladas, a Advocacia-Geral da União, por meio do procurador federal André Márcio Costa Nogueira, manifestou preocupação sobre a atual postura do Estado, que não sinaliza ter medidas para superar a crise econômica.

“Como é de amplo conhecimento, o referido ente federativo atualmente não goza de boa situação fiscal e orçamentária. Nestes autos, se demonstra com meridiana clareza que houve uma mudança radical e recente na gestão das receitas portuária por parte da Emap, com o auxílio técnico-jurídico da Procuradoria-Geral do Estado – PGE/MA, no sentido de tentar fundamentar os vultosos repasses ao ente federativo”, disse o procurados.

ENTENDA AS “PEDALADAS” DE FLÁVIO DINO

Em dezembro de 2017, Flávio Dino começou a realizar transferência de dinheiro dos cofres do Porto do Itaqui para o Tesouro Estadual. Naquele mês foram sacados R$ 37.168.925,49 (trinta e sete milhões, cento e sessenta e oito mil, novecentos e vinte e cinco reais e quarenta e nove centavos). Em janeiro de 2018 foram sacados mais R$ 24.698.326,71 (vinte e quatro milhões, seiscentos e noventa e oito mil, trezentos e vinte e seis reais e setenta e um centavos). O governo afirmou que as duas movimentações são referentes a pagamento de juros sobre Capital Próprio da EMAP ao Estado do Maranhão. Em meados de junho de 2018 um novo saque no valor de R$ 80.000.000,00 (oitenta milhões).