Blog do Gilson Vieira -

FILHA DO PREFEITO DE MORROS NOMEADA COMO SECRETÁRIA É ‘BENEFICIÁRIA’ DO BOLSA FAMÍLIA

Ângela Cristina Santos Feitosa, filha do prefeito de Morros, Sidrack Santos Feitosa (MDB), nomeada pelo pai, no dia 02 de janeiro de 2017, para o cargo em comissão de Secretária Municipal de Governo, aparece na lista de beneficiários do Bolsa Família na cidade. A consulta pode ser conferida no Portal da Transparência da Controladoria Geral da União, no endereço eletrônico http://www.portaltransparencia.gov.br/url/51b49062.

O programa Bolsa Família é voltado para pessoas em estado de extrema pobreza e, em Morros, está atendendo 6.042 pessoas este ano. O valor que foi transferido para Ângela Cristina, variou entre R$ 140,00 a R$ 156,00, o que somou R$ 2.229 só entre os meses de janeiro de 2016 março de 2017, período que já consta no portal. Segundo o cadastro, Ângela tem acesso ao benefício desde 2013, quando teria recebido, só naquele ano, mais de R$ 2 mil reais, conforme dados oficiais do programa.

Curioso é que embora tenha sido nomeada em janeiro de 2017, Ângela figurou como ‘beneficiaria’ do Bolsa Família até março daquele ano, quando já exercia a função de secretária da gestão do pai. A reportagem apura mais informações sobre o caso e tenta descobrir se a beneficiária fez saque do benefício nesse período.

O site da transparência da prefeitura de Morros não disponibiliza o valor dos salários dos secretários e servidores, informação que também não consta no Portal do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

SILÊNCIO E AMEAÇA DE PROCESSO
Desde o inicio das denúncias envolvendo a gestão do prefeito Sidrack Feitosa, a reportagem tenta contato com a prefeitura em busca de esclarecimentos, mas até o momento não obtivemos sucesso. No entanto, pessoas próximas ao chefe do executivo, mandam mensagens via WhatsApp com tons ameaçados. Alguns, inclusive, ameaçam de processo o titular do blog, caso as matérias não venham cessar. Eles, entretanto, não falam nada sobre as graves denúncias.

OMISSÃO DE DADOS
A Secretaria Nacional de Cidadania, que coordena o Bolsa Família, informou que para que o benefício continue sendo concedido é preciso fazer um recadastramento, trabalho que é coordenador pelas prefeituras dos municípios. O órgão informou que vai avaliar os cadastros do programa feitos pela Secretaria de Ação Social do município.

MAIS IRREGULARIDADES
Além do fato da secretária municipal aparecer como beneficiária do Bolsa Família no Portal da Transparência, a reportagem apurou outros casos relacionados ao programa no município morruense. A reportagem descobriu que a administração é alvo de Inquérito Civil proposto pelo Ministério Público Federal visando apurar irregularidades de beneficiários do Bolsa Família em Morros.

De acordo com os dados, no período investigado, foram identificados 21 (vinte e um) servidores com família menor ou igual a quatro pessoas; 21 (vinte e um) doadores de campanha em valores superiores aos recebidos; 81 (oitenta e um) empresários e 1 (uma) pessoa falecida. Os detalhes dessa outra denúncias vamos publicar nos próximos dias. Aguardem!

Categoria: Uncategorized

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*