Blog do Gilson Vieira -

ROL DE DESAFETOS

Governador Flávio Dino

A traição do governador Flávio Dino (PCdoB) ao ex-governador José Reinaldo Tavares (sem partido) foi só mais um golpe na rede de aliados que se envolveu com ele, desde 2006, para levá-lo à vida pública. De lá para cá, grande parte dos líderes foi esvaziada pelo próprio Dino, que tenta, ao lado do seu lugar-tenente Márcio Jerry, construir um núcleo próprio de poder que não inclui nenhum desses aliados.

Na lista de desafetos construída por Flávio Dino, estão o senador Roberto Rocha e o ex-prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira (ambos do PSDB), a ex-prefeita Maura Jorge (Podemos), os deputados estaduais Eduardo Braide (PMN) e Wellington do Curso (PP), o ex-prefeito de Barreirinhas, Leo Costa (PSDB), além de prefeitos como Luciano Genésio (Avante), de Pinheiro, e Hilton Gonçalo (PCdoB), de Santa Rita.

No seio do governo, há ainda uma série de insatisfeitos, que não têm a coragem ou a condição de independência necessárias para romper, mas que seguem com o comunista ressentidos com sua postura de hegemonia do PCdoB e de Márcio Jerry.

Neste grupo, estão os deputados federais Eliziane Gama (PPS) e Waldir Maranhão (Avante), o prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB), e uma infinidade de deputados estaduais frustrados com a política de exclusão do governador.

É com toda essa turma que Flávio Dino seguirá para a disputa eleitoral de outubro. O que pode cobrar um alto preço eleitoral.

Estado Maior

WEVERTON DIZ QUE COMBATE À VIOLÊNCIA SE FAZ COM POLÍTICAS PÚBLICAS SÉRIAS

O deputado federal Weverton (PDT) afirmou que a melhor forma de combater a violência no Brasil é implantando políticas de segurança sérias e interligadas com outras áreas de atuação do poder público. Weverton, que compareceu à homenagem aos policiais civis e militares que mais tiraram armas de fogo de circulação dos municípios maranhenses, comparou a situação dos vários estados brasileiros e avaliou que o Maranhão mostra estar no melhor caminho. “Conhecendo a realidade de outros estados podemos ver que várias ações concretas estão acontecendo no Maranhão, como o Pacto pela Paz, que, entre outras coisas, presta este reconhecimento aos policiais civis e militares.”

Para Weverton, o trabalho de fortalecimento da segurança no Maranhão avançou muito graças ao esforço do governador Flávio Dino e de toda sua equipe. Ele destacou os investimentos realizados pelo governo do estado com a contratação de novos policiais por concurso público e aquisição de viaturas, sem perder o foco na cultura da paz.

“Nós sabemos que não é fácil e que muito ainda há para fazer. Mas o governador Flávio Dino tem feito a sua parte, principalmente neste momento em que sabemos que o Brasil todo está com índices negativos e salários atrasados”, avaliou o deputado, lembrando a situação do Rio de Janeiro, cuja segurança está sob intervenção, e de Minas Gerais e Rio Grande do Norte, que estão parcelando o pagamento de policiais militares.

Armas apreendidas

No evento, foram homenageados três policiais civis e três militares que se destacaram em 2017 por apreender armas de fogo, melhorando a segurança nas ruas. No ano passado 1.762 mil armas de fogo foram retiradas de circulação pela polícia do Maranhão.

O governo premia os policiais que mais retiram armas das ruas durante todo o ano com R$ 20 mil. E também faz uma premiação mensal, em que a bonificação é dada por arma de fogo recuperada em flagrante e encaminhada à autoridade policial ou judicial responsável. Neste caso, os valores vão de R$ 300 a R$ 1.500.

TOMBAMENTO DO PRÉDIO DA CÂMARA MUNICIPAL INVIABILIZA ALGUMAS OBRAS, DIZ ASTRO DE OGUM

“Houve realmente problemas na estrutura da Câmara, em decorrência das fortes chuvas que se abateram sobre São Luis, mas sessão da última quarta-feira não foi realizada por falta de quórum e não em função dessa questão, uma vez que o plenário estava propício para os trabalhos legislativos normais”.

A declaração é do presidente da Câmara Municipal de São Luis, vereador Astro de Ogum (PR), ao rebater críticas de que teria havido problemas na estrutura da Câmara e devido a isso a sessão não tenha ocorrido.

Ele enfatizou que “já realizamos muitos trabalhos de recuperação na infraestrutura do prédio, como no próprio plenário, na copa, no gabinete da presidência e em outros setores. O problema é que o imóvel, além de ser muito antigo, é tombado pelo Iphan e não se pode realizar qualquer intervenção sem a devida autorização do órgão federal”, destacou Astro.

De acordo com Astro de Ogum, é complexa a situação para se estabelecer reformas estruturais num prédio tombado, sob pena de punição. Ele lembra que teve de retirar o letreiro que identificava o legislativo municipal, por imposição do Iphan, que estabeleceu até multa diária, se a identificação da Casa parlamentar permanecesse.

“Há ocasiões em que o comunicador, no afã de sair na frente com a notícia, esquece de buscar informações na fonte e acaba cometendo injustiça. No caso da Câmara, temos boa vontade em reformar, mas esbarramos na legislação do Iphan e aí, acabamos por sofrer duplamente. Com a paralisação e com as críticas, muitas das vezes infundadas”, ressaltou Astro de Ogum.

ALÉM DE COVARDE, DEPUTADO CABO CAMPOS TAMBÉM É MENTIROSO; ENTENDA

Deputado agrediu a própria esposa, Mayra, e tentou esconder o caso…

Após a notícia da agressão contra a própria esposa, Mayra Marques, ser revelada na semana passada por blogs da capital, o deputado estadual Cabo Campos (DEM)  – acusado pela autoria do espancamento -, logo gravou um vídeo alegando serem mentirosas e caluniosas as informações.

Campos tentou associar a repercussão do caso ao fato de estarmos em ano eleitoral. “Vim aqui falar das notícias caluniosas, maldosas e inverídica ao meu respeito (…) essa notícia caluniosa que realmente está doendo em meu coração. Estamos em ano eleitoral, eu já esperava alguns ataques, mas um ataque tão maldoso, e tão sem ética, eu não esperava”. Bradou o deputado, conforme o vídeo abaixo. E ainda completou: “Ore por mim, ore por minha família, que no tempo oportuno tudo isso será esclarecido, eu garanto”.

Além da covardia de bater na esposa e ainda tentar esconder o caso em segredo judicial, o deputado também é mentiroso, pois, tentou enganar a opinião pública ao gravar o vídeo negando o ocorrido.

A deputada estadual Valéria Macedo (PDT), procuradora da Mulher da Assembleia Legislativa, já avalia a possibilidade de abertura de processo no Conselho de Ética da Assembleia contra o Cabo.

O caso se encontra no Tribunal de Justiça do Maranhão, inclusive, com decisões de medidas protetivas concedidas contra o agressor. O processo em questão segue a pedido da defesa do parlamentar, em segredo de justiça.

Por: Domingos Costa

NOTA DE REPÚDIO DO SINDICATO DOS ADVOGADOS DO ESTADO DO MARANHÃO – SAMA AOS ÓRGÃOS DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DO MARANHÃO

Veja a íntegra da nota.

O SINDICATO DOS ADVOGADOS DO ESTADO DO MARANHÃO – SAMA, entidade sindical de primeiro grau, apartidária e representativa dos advogados do Estado do Maranhão, CNPJ nº 24.208.471/0001-58, com sede na Av. dos Holandeses, Edifício Century, Nº 14, Sala 804, Calhau, São Luís – MA, telefone: (98) 30828652, por seu Presidente in fine assinado, vem a público, EMITIR NOTA DE REPÚDIO AOS ÓRGÃOS DE SEGURANÇA PÚBLICA DO GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO , tendo em vista os últimos acontecimentos noticiados amplamente na mídia em geral, dando conta da prisão e envolvimento de vários policiais civis e militares com uma organização criminosa, com a agravante da participação do Delegado de Polícia Civil, THIAGO BARDAL, Ex-superintendente da SEIC, a quem o Estado lhe confiou a missão extrema e inconfundível de patrocinar coletivamente a segurança pública dos cidadãos maranhenses,pelas seguintes razões:

I – O povo do Estado do Maranhão vive nos últimos anos momentos de turbulência e instabilidade na área de segurança pública, sem ter a quem recorrer;

II – Aliados a isto, os órgãos de combate à violência e criminalidade, por vários fatores , incluindo corrupção, valorização dos seus integrantes, falta de aparelhamento, políticas públicas de inclusão social , prevenção e repressão, vem se mostrando impotentes no combate ao cometimento de delitos e isto causa intranquilidade no meio social e desacredita as instituições;

III – Não obstante a fragilidade dos poderes afins em conter a violência, a situação se agrava ainda mais quando a sociedade ordeira toma conhecimento de supetão que agentes e autoridades públicas da área de segurança, que detém o privilégio de informações, se utilizam da inteligência e armas do Estado, patrocinados por pesados tributos impostos aos cidadãos, para engrossar as fileiras do crime organizado que lhes foram confiados para reprimir a criminalidade;

IV – No apogeu da CRISE DE INSEGURANÇA que ora se instalou e que levou o governo a nocaute e alastrou o medo, com a efetiva inversão de papéis da própria polícia que serve ao crime, há necessidade suprema do governador do Maranhão Flavio Dino, vir a público prestar contas à população e restabelecer a ordem, anunciando medidas necessárias à retomada da confiança e normalidade no setor.

V – É imperioso também que a Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, através de suas lideranças partidárias, ou qualquer parlamentar, para salvaguardar a população do Estado do Maranhão, tome a iniciativa URGENTE de instalar uma COMISSÃO PARLAMENTAR DE INQUÉRITO – CPI , para apurar qual o grau de envolvimento e contaminação de integrantes das Polícias Civil e Militar com o crime organizado, até mesmo para que o povo desta terra não continue a ser surpreendido com acontecimentos dessa natureza ou seja obrigado a conviver com uma polícia que não confie.

VI – Por derradeiro, o SAMA suplica ao Ministério Público Estadual que intervenha efetivamente nos órgãos de segurança e inaugure uma investigação ampla e irrestrita para apurar os desvios de condutas nas duas corporações, promovendo um verdadeiro LIMPA.

São Luís – MA, 23 de fevereiro de 2018-02-23
MOZART BALDEZ
Presidente do SAMA – SINDICATO DOS ADVOGADOS DO ESTADO DO MARANHÃO

EM CEDRAL-MA. NÃO SE FAZ SAÚDE COM AMBULÂNCIA, CARRO NÃO FALTA PARA TRANSPORTAR NOSSOS DOENTES, DIZ FILHO DE PREFEITO

Ambulância de Mirinzal e Central do Ma. Prestando socorro a população de Cedral

O filho do Prefeito de Cedral – MA, Jobson Gonçalves escreveu em sua página na rede social, que “Não se faz saúde com ambulância”, aonde seu comentário gerou revolta a população cedralense. Em sua postagem o filho do gestor diz, não se faz saúde com ambulância.

O Porta Voz da Prefeitura Jobson Gonçalves, diz, a ambulância é o veículo adequado para transportar o doente. Leia-se mais uma vez: transportar e não curar.

Seu comentário repercutiu em grupos de WhatsApp no município, mesmo sabendo que a cidade necessita de uma ambulância.

Em seu texto: o porta voz, só faltou fala que Cedral não precisa da ambulância; a gestão atual ainda dispõe carros para transportar seus doentes para as cidades de Cururupu e Pinheiro (os polos de nossa região), bem como para São Luís, sem falar do custeio com passagens pelo TFD. Disse Pastor Jobson.

O filho do prefeito disse, mais uma vez; carro não falta para transportar doentes na cidade.

“Mais uma vez enfatizamos que saúde não se faz com ambulância, embora reconheçamos sua importância para o atendimento de emergência. Contudo, carro não falta para transportar nossos doentes e nem médico e outros profissionais adequados para cuidar deles”. Afirmou.

Realmente Pastor Jobson Gonçalves “não se faz saúde com ambulância” por que assim que população de Cedral precisa, os municípios vizinhos socorrem.

Abaixo a declaração na íntegra.

Não se faz saúde com ambulância.

É verdade que todo e qualquer município precisa de uma ambulância para socorrer os seus munícipes. Assim, nos casos de extrema necessidade (urgência), a ambulância é o veículo adequado para transportar o doente. Leia-se mais uma vez: transportar e não curar.

Ora, é fato público e notório que saúde se faz, primeiramente, de maneira preventiva. E isso é o que a gestão atual tem feito com muitos esforços e razoável competência. Há enfermeiros, psicólogos, fisioterapeuta, dentistas, assistente social, bioquímico, técnicos em enfermagem e médicos atendendo nos próprios povoados e, às vezes, até mesmo nas residências. Essa é a primeira fase da construção da saúde, um mecanismo de prevenção e combate às doenças.

Além disso, também se faz saúde de maneira curativa, esta direcionada ao tratamento sintomático de doenças. E, inegavelmente, a administração atual também tem se dedicado a esse mecanismo. Pois, médico não falta no município e nem profissionais qualificados para atender as demandas urgentes de saúde. Ademais, o hospital fora reformado mais uma vez e, como sempre, nas administrações do prefeito Jadson, para melhor receber os doentes do Município.

Como se não bastasse, a gestão atual ainda dispõe carros para transportar seus doentes para as cidades de Cururupu e Pinheiro (os polos de nossa região), bem como para São Luís, sem falar do custeio com passagens pelo TFD (que é muito menor do que o valor realmente gasto) e também com despesas relativas a exames, consultas e hospedagens.

Dessa forma, não há dúvidas que isso sim é fazer saúde, apesar de todos os problemas que ocorrem no país e neste estado. Mesmo diante da escassez de recursos públicos, a gestão atual tem se empenhado em oferecer os serviços de saúde à toda população cedralense, diferentemente da gestão passada que nem médico pagava para ficar no hospital da cidade, pois quando eram contratados, não honrava com os seus respectivos salários e logo abandonavam seus postos de trabalho. Agora não. Tem médico 24 horas e em todos os dias da semana e do mês.

Ressalta-se ainda que, na gestão passada não fora feita nenhuma manutenção na ambulância, o que também contribuiu para a atual situação da mesma. Mas, pedimos desculpas a população pela demora. No entanto, lembramos que dinheiro público não pode ser gasto como dinheiro privado, razão pela qual é necessário licitar para fazer o reparo que o veículo precisa, o que leva tempo devido aos ditames da lei e da burocracia pátria. Mas há quem ignore isso.

Diante disso, mais uma vez enfatizamos que saúde não se faz com ambulância, embora reconheçamos sua importância para o atendimento de emergência. Contudo, carro não falta para transportar nossos doentes e nem médico e outros profissionais adequados para cuidar deles. Agora quanto aos perdedores, aqueles que não se conformaram ainda com a derrota nas urnas, querem a todo custo nos derrotar, mas no campo da mentira, da calúnia e da difamação.

Nossa gestão se preocupa com a vida, quer seja de aliados ou ávidos adversários políticos, pois, para nós, cuidar não é apenas um dever ou uma obrigação, mas, sobretudo, a razão de sermos humanos. Portanto, não se faz saúde com ambulância, mas com amor e serviço ao próximo, fato típico das administrações de dr Jadson, que há mais 50 anos cuida e serve o povo de sua terra e, diga-se de passagem, estando ou não em prefeitura.

POLÍCIA CIVIL DE SÃO MATEUS/MA DEFLAGRA, COM APOIO DE EQUIPES DA SENARC, OPERAÇÃO DE COMBATE AO TRÁFICO DE DROGAS

WALLAS ALVES DA SILVA, LAIRTON LIMA DE OLIVEIRA, RAIMUNDO NONATO HENRIQUE OLIVEIRA

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de São Mateus/MA, com apoio de equipes da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (SENARC), deu cumprimento, na manhã desta quinta-feira (22), por volta das 06h00, ao cumprimento de 04 (quatro) mandados de buscas e apreensões no município de São Mateus/MA, culminando na prisão em flagrante delito dos seguintes indivíduos: WALLAS ALVES DA SILVA, 23 anos, com o qual foi apreendido 02 (dois) tabletes de MACONHA e balanças de precisão, tendo sido autuado pelo crime de tráfico ilícito de drogas (art. 33, caput, da Lei n 11.343/06); LAIRTON LIMA DE OLIVEIRA, vulgo “KININHA”, 19 anos, com o qual foram apreendidos 17 (dezessete) invólucros de “CRACK” e uma balança de precisão, tendo também sido autuado pelo crime de tráfico ilícito de drogas e RAIMUNDO NONATO HENRIQUE OLIVEIRA, vulgo “RAIMUNDINHO”, 37 anos, com o qual foi apreendido uma ARMA DE FOGO (PISTOLA, cal. 765) com diversas munições do mesmo calibre, bem como cartões de benefícios previdenciários em nome de terceiros, tendo sido autuado pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo de uso permitido, retenção de documento de idoso e agiotagem.

Os mandados de busca foram cumpridos nos bairros Toca da Raposa e Vila Nova 3, no município de São Mateus/MA. Os presos RAIMUNDINHO, WALLAS e KININHA eram as pessoas responsáveis por comandar o tráfico de drogas naquele município. A ação policial foi desenvolvida nesta quinta-feira (22) com o objetivo de reprimir e prevenir novas infrações penais naquela região do Estado do Maranhão.

PREFEITA TALITA LACI DÁ INÍCIO AS OBRAS DE RECUPERAÇÃO ASFÁLTICA NOS BAIRROS ALTO DO FAROL E CUMBIQUE

A prefeitura de Raposa, por meio da Secretaria de Infraestrutura e, em parceria com o Governo do Estado deu início na manhã desta última quarta-feira (21), às obras de recuperação asfáltica da Avenida Maranhão, localizada no bairro Alto do Farol, seguindo pela Avenida Principal do bairro Cumbique até chegar à Avenida São Sebastião, no bairro Vila Nova.

As obras iniciadas hoje, já haviam sido anunciados pela prefeita Talita Laci – PC do B, e o Secretário de Estado de Infraestrutura, Cleiton Noleto, na semana passada.

Na manhã de hoje, 21, o Secretário de Infraestrutura do município, Fabrício de Souza esteve no local acompanhando o início dos trabalhos, e explicou como funcionará o andamento das obras daqui pra frente. Informou ainda, que, nessa etapa, serão recuperados também as avenidas do bairro Pirâmide.

“A prefeita Talita Lací prometeu que ia fazer ainda melhor do que o pai, o ex-prefeito Lací, que durante a sua gestão, há 17 anos atrás, mandou asfaltar as Ruas do Alto do Farol e Avenida Principal do Cumbique. E justamente ela correu atrás junto ao governo do estado e conseguiu essa obra, ” disse ele.

O secretário de infraestrutura do município ressaltou ainda que, “essa obra vai ser de grande importância, pois nela vai ter serviço de recapeamento, Terraplenagem, meio fio e sarjeta, é um a obra de quase 3km em parceria com Governo do estado e a Prefeitura de Raposa,” declarou o secretário Fabrício de Souza, conhecido por ‘Diovo’.

JUSTIÇA FEDERAL CONDENA EX-PREFEITA DE PENALVA (MA) POR ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

Maria José Gama Alhadef foi responsável por um conjunto de ações irregulares na administração de recursos federais.

Ex-prefeita de Penalva

Após ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão, a Justiça Federal condenou Maria José Gama Alhadef, ex-prefeita do município de Penalva. Quando gestora, Maria José foi responsável por um conjunto de irregularidades envolvendo dispensas indevidas de licitação e levantamento irregular de recursos públicos.

De acordo com o MPF/MA, a ex-prefeita não realizou a comprovação da aplicação regular de recursos federais. Ou seja, processos licitatórios foram realizados e recursos públicos federais foram repassados sem a observância do processo exigido por lei, o que causou dano ao erário.

Segundo relatório da Controladoria-Geral da União (CGU), faltou execução de contratos para reforma de unidades escolares e houve indevida dispensa da licitação necessária à formalização dos ajustes. Entre as várias irregularidades cometidas na gestão de Maria José estão: contratação irregular de serviços de radiologia e de fornecimento de combustível, repasses com receitas provenientes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) sem celebração do contrato de fornecimento de merenda escolar com o município de Penalva.

Diante disso, a Justiça Federal acatou os pedidos do MPF/MA e condenou Maria José Gama Alhadef a ressarcir o dano ao erário no valor total de R$ 605.528,91. A ex-prefeita também teve seus direitos políticos suspensos pelo prazo de oito anos e deverá pagar multa civil no valor de R$ 201.842,97, correspondente a um terço do prejuízo verificado.

A Justiça determinou também que durante o prazo de cinco anos, Maria José não poderá contratar o poder público, receber incentivos ou benefícios fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócia majoritária.

O número do processo para consulta na Justiça Federal é: 38126-92.2012.4.01.3700