Blog do Gilson Vieira -

Dênis Braga “o apaixonado” se apresenta na festa de Independência em Parati – Cedral

Dênis Braga “o apaixonado”...

Dênis Braga “o apaixonado”…

O Fenômeno do Arrocha, Dênis Braga “o apaixonado” se apresenta nesta quarta-feira dia (7) na Festa de independência em Parati – Cedral, considerado uns dos mais tradicionais festejo da região da Baixada Maranhense, por reunir milhares de pessoas dos mais diferentes lugares. Acontecem entre os dias 3, 4, 5, 6, e 7 de setembro.

Atrações: Mega Itamaraty, Banda Tropical, Mega Show, Radiola Falcão de Fogo, Tony Nono e Banda, Paredão Atrevido, Princesa do Som e Dênis Braga.   

O cantor Dênis Braga, se tornou o astro do Arrocha, no Maranhão, onde suas músicas são ouvidas a todo volume em bares e táxis. O cantor conhecido como “O apaixonado”, vem aumentando sua popularidade e sucesso em todo nordeste sendo sua terra natal. Mas disparado em outros estados

Edivaldo tem 29%, Wellington, 20%, e Eliziane, 16%, em São Luís, diz Ibope

pesquisa_eleitoral

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (30) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Prefeitura de São Luís:

– Edivaldo Holanda Júnior (PDT): 29%
– Wellington do Curso (PP): 20%
– Eliziane Gama (PPS): 16%
– Eduardo Braide (PMN): 5%
– Fábio Câmara (PMDB): 5%
– Rose Sales (PMB): 5%
Cláudia Durans (PSTU): 2%
– Zeluís Lago (PPL): 1%
– Valdeny Barros (PSOL): 0%
– Branco/nulo: 12%
– Não sabe/não respondeu: 5%

A pesquisa foi encomendada pela TV Mirante.

O Ibope ouviu 805 eleitores entre os dias 25 a 30 de de agosto. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de três pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) sob o protocolo Nº MA-08827/2016.

Rejeição
O Ibope também apontou o índice de rejeição dos candidatos. Veja os números

– Edivaldo Holanda Júnior (PDT): 37%
– Eliziane Gama (PPS): 27%
– Fábio Câmara (PMDB): 17%
– Rose Sales (PMB): 16%
– Zeluís Lago (PPL): 16%
– Cláudia Durans (PSTU): 13%
– Eduardo Braide (PMN): 12%
– Valdeny Barros (PSOL): 12%
– Wellington do Curso (PP): 11%
– Branco/nulo: 3%
– Não sabe/não respondeu: 13%

Avaliação da administração Edivaldo Holanda Júnior
Na mesma pesquisa, os eleitores também responderam sobre a avaliação da administração do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). Veja os números:
– Ótima – 6%
– Boa – 16%
– Regular – 45%
– Ruim – 10%
– Péssima – 22%
– Não sabem avaliar – 1%

Só dois anos…

Menor que matou a mãe junto com namorado ficará “presa” por dois anos

Menor que matou a mãe junto com namorado ficará “presa” por dois anos

O juiz José dos Santos Costa, titular da 2ª Vara da Infância e Juventude de São Luís, determinou nesta segunda-feira (29) a internação definitiva por dois anos, oito meses e 12 dias, do casal de adolescentes, acusado da morte de Tatiana Albuquerque Cutrim, mãe da menor, ocorrida em julho deste ano O prazo máximo permitido pela lei é de três anos e, como houve a confissão, foi atenuado em um mês e 18 dias.

Os adolescentes, de 14 e 15 anos, cumprirão medida socioeducativa em unidades de internação definitiva (masculina e feminina), em São Luís. Eles já se encontram internados provisoriamente desde o dia 25 julho, após serem apreendidos pela polícia na cidade de Santa Inês (MA), para onde fugiram no dia seguinte ao ato infracional.

Consta na representação oferecida pelo Ministério Público contra os adolescentes que o casal de namorados matou Tatiana Albuquerque, no dia 22 de julho deste ano, por volta das 22h, na residência da vítima, sendo o corpo encontrado na manhã do dia seguinte. Segundo o laudo cadavérico, a causa da morte foi estrangulamento com sinais de crueldade. O laudo mostra que a vítima sofreu lesões perfurocortantes antes de evoluir para óbito por asfixia.

Na sentença o juiz afirma que as versões apresentadas pelos adolescentes, além de se contraporem, não guardam verossimilhança ou harmonia com as provas médico-legais e com a cena do ato infracional. Conforme o magistrado, os adolescentes planejaram e executaram o homicídio, fugindo em seguida. José dos Santos Costa destaca que a medida socioeducativa mais adequada e proporcional à conduta cometida pelos acusados, equivalente a homicídio, é a internação, conforme determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Quanto à motivação do ato infracional, conforme o juiz, os autos registram que seria pelo fato de a mãe da menina ter proibido o namoro dos adolescentes, que já durava sete meses. Segundo depoimentos de parentes da vítima, Tatiana Albuquerque não aprovava o relacionamento devido à pouca idade da filha e também porque com o namoro a menina apresentou indisciplina em casa e na escola e queda no rendimento escolar.

José dos Santos Costa explicou que o prazo máximo permitido pelo ECA para a internação provisória é de 45 dias. Se a instrução do processo não fosse concluída dentro desse período, o casal de adolescentes teria que responder o processo em liberdade. Como não houve testemunha presencial do homicídio, o magistrado ouviu os acusados e os pais da vítima e do adolescente, determinou a realização de exames periciais e nesta segunda feira (29) proferiu a sentença, com a internação definitiva do casal.

Após show de Pablo: Justiça determina que casa de shows Batuque Brasil realize isolamento acústico

casa de show batuque

Uma sentença proferida nesta segunda-feira (29) pela Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís condenou a casa de shows Batuque Brasil, localizada no bairro da Cohama, a promover o isolamento acústico. De acordo com o juiz Douglas de Melo Martins, titular da unidade judicial, a sentença deverá ser cumprida no prazo de 90 dias a partir da intimação. O Ministério Público Estadual, autor da ação, alega que a casa de shows ocasiona poluição sonora e causa risco à saúde da população adjacente.

A ação tem como réus Catarina Promoções e Eventos, Associação Comunitária dos Moradores da Cohama, Ronaldo Oliveira Silva e Sérgio Luís Monteiro, solidariamente. O isolamento deverá ser realizado de acordo com as normas instituídas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a fim de impedir a emissão de ruídos acima do limite permitido pela Resolução CONAMA nº 001/90, após devido licenciamento do Estado e do Município. A multa diária, em caso de descumprimento, é de R$ 500,00 a ser revertida em favor do Fundo Estadual de Interesses Difusos.

A Associação Comunitária dos Moradores da Cohama apresentou contestação na qual alegou, preliminarmente, ilegitimidade passiva e, no mérito, requereu julgamento improcedente. Em réplica, o MPE requereu a exclusão de Catarina Promoções e Eventos Ltda, uma vez que não teria sido arrolada como litisconsorte passivo, aduzindo que a sua habilitação na demanda se trataria de fraude processual. Nesse sentido, o MPE alega que a empresa seria de fachada, constituída para proteger o patrimônio de seus verdadeiros proprietários, os outros dois réus.

Leis ambientais – Ao decidir, o juiz citou o art. 3º da Lei da Política Nacional do Meio Ambiente (Lei nº 6.938/1981) que caracteriza a poluição como a degradação da qualidade ambiental resultante de atividades que direta ou indiretamente, a saber: lancem matérias ou energia em desacordo com os padrões ambientais estabelecidos”, versou o juiz ao decidir. E continua: “O Conselho Nacional de Meio Ambiente, por sua vez, editou a Resolução 001/90, a qual prevê em seu inciso I que a emissão de ruídos, em decorrência de quaisquer atividades industriais, comerciais, sociais ou recreativas, inclusive as de propaganda política obedecerá, no interesse da saúde, do sossego público, aos padrões, critérios e diretrizes estabelecidos nesta Resolução”.

Citou, ainda, a Lei Estadual 5.715/1993, que prevê os limites para emissão de ruído de modo a evitar a ocorrência de poluição sonora, dispondo que “Art. 10 – A emissão de ruídos, em decorrência de quaisquer atividades industriais, comerciais, prestação de serviços, inclusive de propagando, bem com sociais e recreativas, obedecerá aos padrões e critérios estabelecidos nesta Lei (…) O art. 11, em seu inciso I, dispõe que o nível de som proveniente da fonte poluidora, medido dentro dos limites reais da propriedade onde se dá o suposto incômodo, não poderá exceder de 10 decibéis (dB(A)) o nível do ruído de fundo existente no local”.

Os réus alegaram, em contestação, a imprestabilidade dos laudos de vistoria da Secretaria Estadual de Meio Ambiente para sustentar a ocorrência de poluição sonora, pois teriam considerado que o estabelecimento está localizado em zona residencial e não em zona mista. Os réus alegam que a casa de shows está em zona mista. “No entanto, independentemente da localização do estabelecimento segundo a lei de uso e ocupação do solo, tanto do ponto de vista da norma NBR 10.151, quanto da lei estadual nº 5.715/1993, os níveis de ruído produzido pelo estabelecimento superam e muito os limites estabelecidos para zona mista ou residencial, conforme se constata dos laudos produzidos pela SEMA, em perícia realizada por determinação do Juízo (fls. 419-443), sob contraditório processual”, destacou Douglas Martins.

E conclui: “Desse modo, merece acolhimento o pedido do Ministério Público no sentido de que seja determinado o isolamento acústico do estabelecimento Batuque Brasil”. Com fundamento no artigo 497 do Código de Processo Civil, a fim de se evitar a ocorrência de ilícito, a sentença determina, ainda, que réus se abstenham, imediatamente, de realizar shows e eventos similares, até que comprovado o efetivo cumprimento da sentença, sob pena de multa por evento no valor de R$ 15.000,00 (quinze mil reais).

Justiça manda interditar IML e ICRIM em São Luís sob pena de multa ao Estado

IML 2

Os membros da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça (TJMA) mantiveram, parcialmente, sentença do juiz Douglas de Melo Martins, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Comarca da Ilha, que condenou o Estado do Maranhão à obrigação de interditar, no prazo máximo de 30 dias, para construção e/ou reforma, os prédios do Instituto Médico Legal (IML) e Instituto de Criminalística (ICRIM).

De acordo com a decisão em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Maranhão, eles têm que ser adequados aos padrões necessários para o correto funcionamento dos órgãos e, durante a reforma, funcionar de forma temporária em local adequado, sob pena de multa diária de R$ 10 mil. O Estado também deverá pagar indenização por danos morais coletivos no valor de R$ 100 mil, decorrentes do descaso e abandono dos órgãos, recolhidos ao Fundo de Direitos Difusos.

No recurso, o Estado alegou intromissão indevida do Poder Judiciário em matéria de competência do Executivo, a quem caberia, no exercício de seu poder discricionário, verificar a conveniência e oportunidade para realização de atos administrativos, frisando que nenhuma despesa poderia ser gerada sem observância das leis orçamentárias.

A relatora, desembargadora Angela Salazar, entendeu não se tratar de ingerência do Poder Judiciário no Executivo, pois a sentença buscou dar efetividade a comandos constitucionais e à concretização do princípio da dignidade da pessoa humana, em respeito ao direito à vida e saúde de funcionários e usuários, à segurança pública e buscando eficiência nos serviços prestados pelo ICRIM e IML. “Enquanto terceiro poder do Estado Democrático de Direito, a função social do Judiciário está voltada à garantia, manutenção e, principalmente, à efetivação dos direitos garantidos pela cidadania”, frisou.

A magistrada considerou comprovado no processo que o ICRIM e IML estão sem qualquer estrutura, provocando risco à saúde e à vida das pessoas, de forma que é forçosa a manutenção dos prédios e a regularização sanitária, sob pena de prejuízos a toda a população. Ela também destacou que a alegação de falta de dotação orçamentária não pode servir de pretexto para negar direitos constitucionalmente garantidos.

O julgamento reformou a sentença de base, que fixara prazo de 72 horas para a interdição, para 30 dias, e a multa diária de R$ 50 mil, com indenização de R$ 500 mil por danos morais coletivos, para R$ 10 mil e R$ 100 mil, respectivamente.

Participaram do julgamento – acompanhando a relatora – o desembargador Kleber Carvalho e o juiz auxiliar Manoel Matos de Araújo Chaves, em razão do impedimento do desembargador Jorge Rachid.

Multidão comparece na inauguração do comitê da candidata a prefeita Débora Mesquita e vice Alfredo Junior

dedora comee

Na noite de Domingo (28), a coligação “União por São Benedito do Rio Preto” que tem a Dr. Débora Mesquita (PPS) como candidata a prefeita e vice Alfredo Junior mostrou toda sua força na inauguração do comitê de campanha.

Uma grande manifestação política aconteceu na praça tertuliano mesquita na cidade. Uma multidão de pessoas esteve presente para prestigia a inauguração do comitê da Candidata, Débora Mesquita (PPS) entre os populares estava, os candidatos a vereadores e muitos amigos e militantes.

Miltinho arrasta multidão em 1ª grande carreata em São Mateus

O prefeito Miltinho Aragão e o vice Ivo Rezende arrasta multidão em 1ª grande carreata em São Mateus

O prefeito Miltinho Aragão e o vice Ivo Rezende arrasta multidão em 1ª grande carreata em São Mateus

Uma multidão saiu às ruas em São Mateus, no último Domingo (28), para acompanhar a primeira mega Carreata da Vitória na cidade.  O evento contou com a participação do vice-governador, Carlos Brandão, deputado estadual Júnior Verde. A carreata serviu para marcar o início oficial da campanha que reuniu a maior mobilização de rua já vista no atual pleito eleitoral na cidade e região.

arrrr 1

arrrrrrrrra

arrr 3

arrr 2

Fábio Câmara apresenta propostas para combater problemas nas áreas de Saúde, Segurança Pública, Educação e Mobilidade Urbana

Candidato do PMDB também falou sobre integração entre ônibus e bicicleta

Candidato do PMDB também falou sobre integração entre ônibus e bicicleta

O candidato do PMDB à Prefeitura de São Luís, Fábio Câmara-15, foi entrevistado deste sábado (27) do programa Resenha, da TV Difusora, que promove nesta semana série de entrevistas com os prefeituráveis. Durante quase 25 minutos, o peemedebista apresentou as propostas de sua coligação, com destaque para áreas de Saúde, Segurança Pública, Educação e Mobilidade Urbana.

Câmara criticou a situação vivida na Segurança Pública propôs comprar um helicóptero para a Prefeitura de São Luís logo nos dois primeiros anos de gestão. A ação se somaria, segundo ele, à pasta específica de segurança na capital – com garantia de porte de arma a todos os guardas municipais.

— A ação da prefeitura pode ser decisiva para fazer de São Luís uma cidade mais segura. Vencendo a eleição deste ano, pretendo comprar um helicóptero para a Prefeitura de São Luís logo nos dois primeiros anos de gestão para auxiliar a Secretaria Municipal de Segurança. Também pretendemos assinar um convênio com a Polícia Federal para permitir que a Guarda Municipal tenha porte de arma de fogo e os guardas municipais passarão por um treinamento especifico — declarou.

Integração Ônibus e Bicicleta

Fábio Câmara-15 também destacou a integração entre ônibus e bicicleta para São Luís ter ‘um só sistema de transporte’. O candidato disse que essa relação já existe nas grandes metrópoles e pretende implantar na capital maranhense para facilitar a vida de quem deseja pedalar no dia a dia.

— No nosso governo iremos trabalhar pela integração entre ônibus e bicicleta. O ciclista poderá pedalar até o terminal mais próximos e o bilhete que pagará para guardar sua bicicleta nos bicicletários disponíveis nos terminais servirá para pegar o ônibus de graça! — disse.

Agentes de Educação

Outra proposta apresentada por Fábio Câmara-15 foi a implantação do programa ‘Agentes da Educação’ que visa aproximar escola e família. O candidato afirmou que o programa prevê que a escola conte com o auxílio de um técnico e psicólogo irá acompanhar a frequência dos alunos, estabelecer um diálogo com os pais e a comunidade e promover ações para combater um dos principais problemas da educação: a evasão escolar.

— Com esse programa, vamos conseguir fazer um acompanhamento da frequência e da permanência dos alunos na escola, ter uma interação muito mais próxima com as famílias. Ao notar alguma alteração na frequência, o agente poderá buscar as causas do problema, indo, inclusive, até a residência do estudante para consultar o pai ou o responsável. Eles vão atuar dentro da escola nessa integração diária com o aluno e com a família e total interatividade com a gestão escolar e pedagógica — concluiu.

Edivaldo Jr. faz caminhada na Cidade Operária

edivaldo-5

Uma multidão de moradores e lideranças comunitárias da Cidade Operária caminharam, na manhã deste sábado (27), com o prefeito e candidato à reeleição, Edivaldo de Holanda Junior (PDT) e o seu vice na chapa, Júlio Pinheiro (PCdoB). Quem também prestigiou o evento de campanha foi o presidente nacional do PDT, o ex-ministro do Trabalho, Carlos Lupi.

Charanga, bandeiras coloridas e a animação dos participantes fizeram a festa em mais um bairro de São Luís. Cercado por dezenas de populares, simpatizantes e candidatos a vereador da coligação “Pra Seguir em Frente”, Edivaldo se deslocava, de um lado a outro da rua, para abraçar e conversar com os moradores que, por sua vez, o acenavam pedindo-lhe que fosse até à porta de casa para agradecer pelas melhorias do bairro.

“Muito me honra a presença do presidente do meu partido, Carlos Lupi. São essas manifestações de apoio e dos moradores da Cidade Operária é que me incentivam a seguir em frente. Nessas caminhadas é que sinto o reconhecimento da população pelo trabalho que temos realizado. Tenham certeza, vamos fazer muito mais!”, enfatizou Edivaldo ao lado acompanhado do presidente Estadual do PDT, deputado federal Weverton Rocha.

Para o presidente do PDT, Carlos Lupi, o candidato à reeleição Edivaldo tem provado que se trata de um político competente, trabalhador e, acima de tudo, de honestidade com as coisas públicas. “E mais: vamos gastar sola de sapato, porque sua campanha está crescendo, tomando conta das ruas de São Luís. Vamos ganhar No primeiro turno”, pediu confiante o ex-ministro a todos os militantes.

Por volta das 9h, quando iniciou a concentração, na Unidade 203 – perto Loja Segunda Pely – os moradores que chegavam, logo se animavam quando a Charanga 12 começou a entoar marchinhas de Carnaval. Os músicos que fazem parte da banda são: Cidnei (trombone), Alexandre (trompete), Hadson Bombom do Sax (saxofone) e os percussionistas Marcos, Rogério, Paulo, Eduardo e Robson.

“Está sendo diferente participar de uma caminhada de campanha política tão animada. E, ao mesmo, tempo poder agradecer pelos avanços que ele realizou aqui na Cidade Operária e áreas próximas do bairro”, destacou o líder comunitário Pedro Câmara.

Neste domingo (28), a coligação “Pra Seguir em Frente” (PDT, PCdoB, DEM, PROS PTB, PSC, PRB, PTC, PEN, PR, PT e PSL), promove uma carreta que sairá às 9h, da praça Maria Aragão. No local também estará previsto a adesivação de carros e veículos dos eleitores, simpatizantes e militantes do candidato à reeleição Edivaldo.

Wellington apresenta propostas em entrevista na TV Difusora

prefeito-wellington-11-na-hora-d-jeisael-mConsiderado um dos deputados estaduais mais atuantes do Maranhão, o candidato a prefeito Wellington 11 (PP), da coligação “Por Amor a São Luís”, apresentou nesta sexta-feira (26), durante entrevista ao vivo ao programa Na Hora D, na TV Difusora, propostas concretas que podem retirar a capital maranhense da situação de caos.

Wellington abordou, principalmente, áreas que, hoje, figuram como reivindicações prioritárias dos ludovicenses – tais como saúde, educação, mobilidade urbana e segurança pública – e sobre as quais a atual gestão municipal pouco ou nada fez.

Ele explicou que o seu Plano de Governo foi construído juntamente com a sociedade, por meio dos projetos Conversando com a Comunidade e Ouvindo São Luís, promovidos durante a pré-campanha. Nele, constam ações, de curto e médio prazo, pensadas obedecendo critérios de desenvolvimento estratégico e econômico; comprometimento social; e sustentabilidade.

“Na área da saúde, iremos reestruturar a rede municipal, ampliá-la, integra-la utilizando as novas tecnologias. Tudo isso com foco na atenção básica. A construção de um Hospital Metropolitano é viável e iremos mostrar com base em estudos técnicos qualificados”, disse.

No setor da mobilidade urbana, o candidato destacou a construção de novas vias interligando os bairros; construção de passarelas; implantação de rotas alternativas ligando as grandes avenidas aos bairros; instalação de ciclovias. Essas e outras ações estarão contempladas em um Plano Municipal de Mobilidade Urbana, ferramenta que nunca foi implantada em São Luís.

Mesmo não sendo competência constitucional do município, Wellington garantiu que, como prefeito, trabalhará medidas que irão contribuir com o setor da segurança pública, dentre elas o aumento do efetivo da guarda municipal. “Não serei um gestor omisso. Iremos fazer nossa parte e buscar mais apoio dos governos do estado e federal no sentido de ofereceremos maior segurança à população”.

Wellington voltou a destacar a sua trajetória de vida pautada na verdade, amor para com o próximo e empreendedorismo.

De acordo com ele, São Luís vive o atual estado de calamidade devido a inoperância, a falta de planejamento do atual prefeito que, em 2012, elegeu-se vendendo promessas mirabolantes, as quais não conseguiu cumprir.

“O atual prefeito prometeu construir os elevados da Forquilha e do Calhau, só para citar estes exemplos. Não fez porque não se preocupou em desenvolver uma política orçamentária correta que, de fato, pudesse contemplar essas obras. Nossa gestão, a partir de janeiro, será diferente. Administraremos com planejamento, pautados em um plano de governo viável, exequível”, finalizou.